Pureza e Virtude

Poema de pureza e virtude

Põe na virtude, Filha querida,
De tua vida todo o primor.

Não dês à sorte, que tanto ilude,
Sem a virtude algum valor.

Tudo parece : murcha a beleza,
Foge a riqueza, esfria Amor.

Mas a virtude zomba da sorte,
E até da morte disfarça o horror.

Brilha a virtude na vida pura

Qual na brancura do lírio a cor,

Cultiva atenta, filha mimosa,
Sempre viçosa tão linda flor!

Domingos de Barros

---------------

Enviar por email

Nenhum comentário: